Pesquisar

ALANAC - Notícias do Setor

Entenda o que são medicamentos genéricos e similares

08 de Junho de 2015

Clique aqui para assistir aos vídeos
 
Os similares têm o mesmo princípio ativo que o genérico.
Substituição de um de referência por similar ou genérico não traz prejuízos.
 
Quando você toma um remédio, você respeita a dosagem? E na hora de escolher, você prefere o comprimido, gotas ou xarope? O Bem Estar desta quinta-feira (4) falou sobre os medicamentos e suas formas. Você sabe a diferença entre os similares e os genéricos? Para falar sobre o tema, convidamos a consultora e pediatra Ana Escobar e o farmacêutico Tarcísio Palhano.
 
e você tiver três embalagens diferentes, de marcas diferentes e o mesmo princípio ativo, como você escolhe o seu remédio? Pelo laboratório, pelo preço... Muita gente opta pelo genérico. “Um medicamento só é registrado como genérico se passar por todos os testes.
 
Ele tem que ser idêntico ao outro medicamento e vai funcionar da mesma forma”, explica Amouni Mourad, assessora técnica do Conselho Regional de Farmácia/SP. O genérico precisa ser 30% mais barato do que o de referência.
 
Os similares têm o mesmo princípio ativo, mas com um nome comercial, uma marca. Uma resolução da Anvisa exige que os fabricantes de similares façam testes para comprovar que eles são equivalentes aos de referência – são os similares intercambiáveis. Ou seja, o similar intercambiável pode ser oferecido pelo farmacêutico como uma opção ao medicamento de referência prescrito pelo médico. 
 
Os medicamentos genéricos e similares podem ser considerados “cópias” do medicamento de referência. A substituição de um de referência por um similar ou genérico, inclusive no meio do tratamento, não traz prejuízos. Entretanto, é preciso prestar atenção para não mudar a concentração do remédio para não alterar a dose.
 
E na hora de tomar o remédio, qual apresentação você prefere: xarope, comprimido, cápsula, injetável, gota? As formas variam porque cada remédio é mais bem absorvido se for aplicado por uma determinada via. Todo o remédio também tem uma dosagem certa e é importante seguir as indicações. Se optar por xaropes e outras soluções, use sempre o dosador, colher ou seringa que acompanha o medicamento. Nada de substituir pela colher caseira para medir o volume.
 
Fonte:  G1


Associados