Pesquisar

ALANAC - Notícias do Setor

Farmacêuticas querem ampliar exportação de medicamentos

18 de Novembro de 2014

Executivos do ramo farmacêutico discutirão com representantes do governo federal medidas para destravar as exportações do setor. O encontro será no dia 3 de dezembro, na capital paulista.

Entre os 30 países que mais exportam medicamentos, o Brasil figura na 27ª posição, segundo levantamento do instituto IMS Health. De 2003 a 2013, o valor exportado saltou de US$ 280 milhões (R$ 728 milhões) para US$ 1,52 bilhão (R$ 3,9 bilhões).
 
"Nações como Alemanha e Suíça só exportam mais porque inovaram sua produção", afirma Antônio Britto, presidente da Interfarma (Associação da Indústria Farmacêutico de Pesquisa).
 
Em 2016, o Brasil tem a perspectiva de subir da sexta para a quarta posição no ranking global dos maiores mercados internos de fármacos.
 
Hoje, o segmento movimenta no país aproximadamente US$ 20 bilhões (R$ 52 bilhões) e está à frente de economias como Itália, Espanha, Canadá e Reino Unido.
 
É a venda externa de medicamentos produzidos no país que ainda não decolou, analisa Britto. "Não temos indústria forte de insumos nem custo competitivo para fabricar remédios básicos", diz.
 
Fonte: Folha de São Paulo


Associados