Pesquisar

ALANAC - Notícias do Setor

Medicamento pode ter reajuste de até 12,5%, diz indústria

10 de Março de 2016

O índice de reajuste no preço dos medicamentos pode chegar a 12,5% neste ano, valor acima da inflação, segundo estimativas da indústria farmacêutica.

O percentual oficial de reajuste máximo permitido deve ser divulgado pela Cmed (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) no dia 31. A previsão do setor, no entanto, é que haja pouca variação em relação à estimativa divulgada nesta quarta-feira (9).

O índice foi calculado com base nos critérios que, ao lado do IPCA, compõem o cálculo adotado pelo governo para fixar o reajuste máximo.

Em 2015, os índices foram de 5%, 6,35% e 7,7%, dependendo da categoria do medicamento.

Ao todo, 19 mil produtos estão sujeitos ao reajuste. O aumento, no entanto, não deve chegar logo às farmácias. Segundo a indústria, a previsão é  que as primeiras variações de preço ocorram em três meses, com a reposição dos estoques. Em nota, o Ministério da Saúde disse que o reajuste ainda não está definido.

 

Fonte: Folha de São Paulo.


Associados