Pesquisar

ALANAC - Notícias do Setor

Alvaro Dias aponta farsa em campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti

22 de Fevereiro de 2016

A condução da campanha do governo de combate ao mosquito transmissor de dengue e zika recebeu duras críticas do senador Alvaro Dias (PV-PR) nesta segunda-feira (22).

— Um governo que é incapaz de promover mudanças para a retomada do crescimento econômico do país, não consegue também administrar corretamente uma campanha de combate ao mosquito Aeds aegypti, que transmite a dengue, o zika vírus e a febre chicungunha — disse em Plenário.

Alvaro Dias manifestou espanto com a notícia publicada pela imprensa, segundo a qual o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, e o vice-governador do Distrito Federal, Renato Santana, ao participarem da mobilização de combate ao mosquito, em Brazlândia, cidade-satélite próxima a Brasília, integraram, na verdade, uma cena montada de teatro.

 

A denúncia é do dono de uma borracharia da região, que acusa representantes do governo de o terem convencido a espalhar na frente de seu estabelecimento pneus velhos com acúmulo de água, pouco antes de a comitiva governamental chegar.

Alvaro Dias afirmou, porém, que além da denúncia de cenário armado, o pior está na realidade do país, onde estudo feito pela Fundação Nacional de Saúde revela os impactos na saúde decorrentes da falta de saneamento ambiental adequado.

A Confederação Nacional da Indústria também elaborou um estudo intitulado “Burocracia e Entraves no Setor de Saneamento, demonstrando como é crítica essa área. A prova, acrescentou o senador, está no surto da dengue, chicungunha e vírus zika.

— O combate ao mosquito e, principalmente, a falta de combate ao mosquito, é assunto muito sério para ser objeto de armações midiáticas como essa. Trata-se de um problema já conhecido pelas autoridades de longa data e revela a incapacidade do governo de fazer prevalecer aquele conceito de que a saúde do povo é a suprema lei. O que nós verificamos é que há da parte do governo irresponsabilidade quando se trata de oferecer à população segurança em matéria de saúde.

 

Fonte: Agência Senado.


Associados