Pesquisar

ALANAC - Notícias do Setor

Agilidade é o remédio

04 de Novembro de 2015

Melhor do setor farmacêutico - Reestruturação antecipada fortalece a Apsen e permite resposta rápida a cenário ruim
 
Depois de um período de crescimento acelerado na primeira metade da década passada, a farmacêutica nacional Apsen decidiu que era hora de estruturar a companhia para garantir uma evolução sustentada mais adiante. De 2007 a 2012, não se importou em avançar menos que os concorrentes. Agora, o grupo colhe os resultados com respostas rápidas ao cenário adverso. “Estamos mais preparados porque fizemos a lição de casa”, afirma Renata Spallicci, diretora de Assuntos Corporativos da Apsen.
 
O time de vendas foi fortalecido e a área de inovação ganhou um novo espaço para ampliar o desenvolvimento de produtos. A expectativa é conseguir lançar 30 novas opções ao mercado até 2020. Atualmente, 37 medicamentos compõem o portfólio disponível da Apsen, nas áreas de urologia, reumatologia e outros. O investimento em inovação se traduz em números. Em 2014, o faturamento cresceu cerca de 8%, para R$ 426,9 milhões, desempenho que fez da Apsen a bicampeã do ranking setorial de AS MELHORES DO MIDDLE MARKET.
 
Fundada em 1969 por um casal de imigrantes italianos, em São Paulo, a empresa agora sonha mais longe e traça um planejamento para alcançar o primeiro bilhão de reais em 2020. Com o foco no futuro, a companhia trabalha para conseguir atravessar o cenário mais desafiador do presente. Só neste ano, o planejamento foi revisado quatro vezes. Com a lição de casa cumprida, a gestão consegue hoje focar no seu maior diferencial: a agilidade. A introdução de um novo processo de manufatura trouxe ganhos de produtividade e abriu espaço para um foco na área de vendas. “Nossa equipe está nas ruas, visitando os clientes e conversando com muitas pessoas”, diz Renata.
 
Fonte: Isto É 


Associados