Pesquisar

ALANAC - Notícias ALANAC

Brasil poderá exportar 100 mil toneladas de carne bovina para os EUA em cinco anos

30 de Junho de 2015

Liberação encerra negociação de mais de 15 anos entre os dois países
 
O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) deve publicar, nesta terça-feira (30), comunicado oficial em que reconhece o status sanitário do rebanho bovino brasileiro, o Final Rule, necessário para a importação de carne in natura do Brasil. 
 
O USDA anunciou a medida hoje em seu site.
 
Com a decisão dos Estados Unidos, abre-se um mercado potencial de pelo menos 100 mil toneladas em cinco anos para os frigoríficos nacionais. A liberação anunciada nesta segunda-feira (29) pelo governo norte-americano encerra uma negociação que já durava mais de 15 anos entre os dois países.
 
A decisão foi tomada durante visita da presidenta da República, Dilma Rousseff, aos Estados Unidos. A ministra Kátia Abreu integra a missão brasileira. Atualmente, o Brasil exporta apenas carne processada (ou industrializada) para o mercado americano. No total, 14 unidades da Federação serão beneficiadas com a decisão (Bahia, Distrito Federal, Espirito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Sao Paulo, Sergipe e Tocantins).
 
De janeiro a maio de 2015, o Brasil exportou US$ 139,89 milhões em carne bovina para os Estados Unidos. Deste valor, 138,81 milhões foram de carne bovina processada e US$ 1,08 milhões de miudezas. Em 2014, o total exportado pelo Brasil de carne bovina foi de US$ 229,16 milhões.
 
Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação Social 
(61) 3218-2205
Rayane Fernandes 
rayane.lopes@agricultura.gov.br
 
Fonte: MAPA


Associados