Pesquisar

ALANAC - Notícias ALANAC

Criada a Federação Latinoamericana das Indústrias Veterinárias Nacionais (FLAIVET)

28 de Outubro de 2014

 

A mesma é formada inicialmente pelas Associações de Laboratórios Locais do Brasil, Argentina, Uruguai, Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, Guatemala e El Salvador.

 

 

A 20ª Edição do Seminário sobre Harmonização de Registro e Controle de Medicamentos Veterinários das Américas (CAMEVET) ocorreu de 26 a 29 de agosto em Ottawa, Canadá. Neste evento, tanto os órgãos públicos, como as indústrias privadas do continente debateram diversos temas, entre os quais – e mais de uma vez – destacou-se a análise do grau de implementação dos documentos harmonizados entre os países.
 
Os representantes dos setores mencionados avaliaram a participação do CAMEVET no Outreah Forum do VICH e a OIE. Além disso, foi formada uma mesa redonda para analisar a possibilidade ou não de avançar na aplicação dos Guias VICH em nossa região, tema com cada vez menos aderentes em suas tratativas.
 
Desta forma e afim de debater o futuro do Foro com base no conhecimento de um Plano Estratégico (2015-2020), avançou-se em um tema que já há alguns anos consta na agenda: Os Guias de Boas Práticas de Armazenamento, Transporte e Distribuição de Produtos Veterinários.
 
Federação de Laboratórios
 
Além disso e segundo informado ao MOTIVAR, diversos empresários que foram ao Canadá, durante a 20ª edição do CAMEVET (mais precisamente no último dia 27/08), foi elaborada a “histórica” conformação da Federação Latinoamericana das Indústrias Veterinárias Nacionais, denominada FLAIVET.
Vale destacar que a nova entidade nasce com a ativa participação de entidades que agregam laboratórios locais em distintos países: ALANAC (Brasil); CLAMEVET (Argentina); ADIPRAVE (Uruguai) e FIVETCA (Federação Centroamericana que agrupa os representantes do Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, Guatemala e El Salvador).
 
Assim, trata-se de 9 países aos quais seguramente, outros estão somando-se em curto prazo. Por exemplo, a CEV do Uruguai e as duas Associações Mexicanas presentes, levaram a proposta para avaliação com seus associados antes de tomar a decisão; o mesmo aconteceu com a representante Colombiana.
 
A iniciativa surgiu na 19ª edição da CAMEVET, em 2013, momento a partir do qual – e segundo sustentou-se desde ALANAC – as Associações Nacionais decidiram organizar a formação da FLAIVET “em legítima defesa dos interesses e do desenvolvimento das indústrias de produtos veterinários de capitais latino-americanos”.
 
Outros temas
 
Durante o Foro, o representante regional da OIE para as Américas foi Martín Minassian, responsável pelo avanço nos procedimentos para a participação da CAMEVET nas propostas para a criação e modificação dos padrões na OIE. Ao mesmo tempo e desde Colômbia, levantou-se o tema do Registro para Produtos Homeopáticos, o qual, Carlos Rufrano, da Argentina somou uma série de avanços como o Registro Específico dos Complementos Dietéticos.
 
Claro que esta não foi a única participação nacional, como as realizadas pela CAPROVE, sobre rotulagem de produtos veterinários, Enrique Argento (secretário CAMEVET) e Carlos Francia com as orientações relativas aos períodos de abstinência, somou-se Viviana Parreño (PROSAIA), que avançou em dois guias: um para testes de potência de vacinas com PI-3 e outro teste de potência para vacinas inativadas que contenham rotavírus. Após, Mary Vena (PROSAIA) propuseram conceitos sobre provas de segurança em bovinos.
 
Discutiu-se ainda o uso de produtos veterinários na aquicultura, bem como sobre a atualidade dos antimicrobianos e antiparasitários, considerando-se uma série de propostas sobre o tratamento de novos temas técnicos: critérios de aplicação das definições para o registro do produto inovador, genérico, similar e novo; promotores de crescimento; bioequivalentes e instruções para o preenchimento de formulários para o registro de produtos farmacológicos e biológicos.
 
 
Clique aqui para ler a notícia na revista MOTIVAR.   


Associados